Economia

China emergirá como centro financeiro mundial, diz Ray Dailo, fundador do fundo Bridgewater

O fundador do maior fundo de hedge do mundo, o Bridgewater Associates, Ray Dalio, afirmou que a China emergirá como o centro financeiro mundial, de acordo com um relatório do Financial Times.

Dalio disse em uma entrevista ao Financial Times em meados de dezembro que 2020 foi um “ano decisivo” para os mercados financeiros chineses. A crise do coronavírus destacou o desempenho econômico do país e impulsionou 1 trilhão de yuans (US$154,8 bilhões) em fluxos de investimento, disse o relatório.

Embora o sistema financeiro da China permaneça menos desenvolvido do que seus pares ocidentais, ele eventualmente disputará o centro financeiro mundial, disse Dalio, acrescentando que o país já possui o segundo maior mercado de capitais do mundo.

“Ao longo da história, os maiores países comerciais evoluíram para ter o centro financeiro global e a moeda de reserva global”, disse Dalio.

Muitos analistas e gestores financeiros esperam que os investidores internacionais continuem aumentando suas alocações para a China nos próximos anos, disse o relatório. “Os mercados de capitais não estão apenas crescendo, são bons investimentos e o mundo está subinvestido lá”, disse Dalio.

Dalio prevê que a China poderá com o tempo responder por uma parte “muito significativa” dos negócios da Bridgewater, que tem cerca de US$ 150 bilhões em ativos sob gestão.

 

 

Fonte: China Daily