Empreendedorismo Economia

Os bilionários chineses da lista da Forbes 2022

A revista americana Forbes divulgou nesta semana a sua 36a lista de bilionários do mundo. Apesar de uma queda em participação, os chineses continuaram representando a China, atrás apenas dos EUA.  Eles são de setores variados como bebidas, e-commerce, jogos, eletrodomésticos, correios, indústria automobilística, entre outros.

Segundo a Forbes, em 2022, o número de pessoas da China continental (que não inclui Hong Kong e Macau, que a Forbes lista separadamente), que passaram a fazer parte da lista de 2022, caiu para 539, abaixo dos 626 do ano passado. Os EUA, em primeiro lugar, têm 735 bilionários.

Algumas das razões para a queda no número de bilionários chineses na lista é a queda do preço das ações. De acordo com a Forbes, a riqueza agregada dos bilionários chineses caiu para US$ 1,96 trilhão este ano, de US$ 2,5 trilhões na lista de 2021.

Quem são os bilionários chineses da lista de 2022

  1. Zhong Shanshan

Fortuna estimada em US$ 65,7 bilhões. O empresário é Fundador da Nongfu Spring. Sua fortuna teve uma queda de US$ 3,2 bilhões em relação ao ano passado. Ele é classificado como a 17ª pessoa mais rica do mundo.

  1. Zhang Yiming

Fortuna: US$ 50 bilhões

Zhang é o principal fundador da ByteDance, que opera o popular aplicativo de mídia social de vídeos curtos TikTok e é classificado como um dos unicórnios mais valiosos do mundo. Zhang deixou o cargo de presidente da ByteDance em novembro de 2021, depois de renunciar ao cargo de CEO em maio.

  1. Ma Huateng (também conhecido como Pony Ma)

Fortuna estimada: US$ 37,2 bilhões

CEO da Tencent, é o terceiro cidadão chinês mais rico; sua fortuna caiu US$ 28,6 bilhões, ou 44%, em relação ao ano passado, com a queda das ações.

  1. He Xiangjian

Fortuna estimada: US$ 28,3 bilhões

O bilionário de eletrodomésticos é cofundador do Midea Group, listado em Shenzhen; ele deixou o cargo de presidente em 2012. Sua família também controla a Midea Real Estate, cujos negócios foram prejudicados pelo excesso de oferta no mercado imobiliário continental. Sua fortuna contraiu cerca de 25% no ano passado.

  1. William Lei Ding

Fortuna estimada: US$ 25,2 bilhões

Ding é CEO da NetEase, listada na Nasdaq, uma das maiores empresas de jogos online da China. A empresa levantou US$ 422 milhões em um IPO em Hong Kong de seu aplicativo de música, Cloud Village, em dezembro passado. Sua fortuna caiu de US$ 33 bilhões na lista de 2021.

  1. Wang Wei

Fortuna estimada: US$24,3 bilhões

Wang fundou e preside a empresa de entrega de pacotes S.F. Holdings, conhecida como Fedex da China. Sua fortuna caiu 37% no ano passado, uma vez que o lucro menor e a forte concorrência prejudicaram suas ações listadas na Bolsa de Valores de Shenzhen.

  1. Qin Yinglin

Fortuna estimada: US$ 24,1 bilhões

Qin preside a Muyuan Food, uma das maiores criadoras de suínos da China. Ele começou o negócio com sua esposa, também bilionária Qian Ying, com 22 porcos em 1992.

  1. Li Shufu

Fortuna estimada: US$ 23,7 bilhões

Li Shufu (também conhecido como Eric Li), o empresário mais rico da indústria automobilística da China, preside a Zhejiang Geely Holding, que detém participações diretas e indiretas em montadoras que incluem a Volvo e a fabricante de veículos elétricos Polestar.

  1. Jack Ma

Fortuna estimada: US$ 22,8 bilhões

O ex-cofundador do Alibaba já foi o homem mais rico da China, mas caiu algumas posições, sendo impactado por uma queda de 60% no preço das ações do Alibaba durante o ano passado.

  1. Huang Shilin

Fortuna estimada: US$ 20,3 bilhões

Huang é um dos dois vice-presidentes da Contemporary Amperex Technology, um dos maiores fornecedores mundiais de baterias para montadoras de veículos elétricos.

 

Fonte: Forbes