Destaques da Semana

Ministério do Comércio da China responde à proibição de 118 aplicativos chineses pelo governo indiano

Após o governo indiano anunciar que baniria 118 aplicativos chineses, incluindo PUBG MOBILE LITE, WeChat Work, WeChat Reading, CamCard, Baidu, “Cut Cut”, entre outros, o porta-voz do Ministério do Comércio da China, Gao Feng, se pronunciou dizendo que a China se opõe firmemente a tal ato.

“O governo chinês sempre exigiu que as empresas chinesas no exterior cumpram as regras internacionais e operem em conformidade com as leis e regulamentos”, disse Gao Feng. “As práticas relevantes da Índia não apenas prejudicam os direitos e interesses legítimos dos investidores e prestadores de serviços chineses, mas também prejudicam os interesses dos consumidores indianos e o ambiente de investimento da Índia como uma economia aberta.”

Ele acrescentou que a cooperação econômica e comercial China-Índia é uma situação mutuamente benéfica e “ganha-ganha”. Espera-se que a Índia e a China mantenham, em conjunto, a situação de cooperação e desenvolvimento duramente conquistada, e criem um ambiente de negócios aberto e justo para investidores internacionais e prestadores de serviços, incluindo empresas chinesas.

Antes do dia 9 de junho, o governo indiano anunciou a proibição de 59 aplicativos chineses, incluindo TikTok e WeChat. Um mês depois, anunciou novamente a proibição de mais 47 aplicativos chineses, envolvendo o navegador Xiaomi e a busca Baidu. Até agora, o governo indiano proibiu 224 aplicativos chineses.

 

Fonte: Xinhua News Agency

Tags