Empreendedorismo Economia

História do desenvolvimento da Tencent, a maior empresa de jogos e entretenimento da China

Parte 1- O gigante perdido na história

A Shenzhen Tencent Sistema computacional Ltd, mais conhecida como Tencent, estabelecida em Shenzhen em novembro de 1998, é hoje uma empresa de internet mundialmente famosa. A companhia está entre as três gigantes de internet da China, que compõem a abreviação BAT, formada por Baidu, Alibaba e Tencent.

O processo de empreendedorismo e desenvolvimento da Tencent é também um microcosmo do desenvolvimento das empresas de internet chinesas. Após vários desafios, uma pequena e fraca empresa destacou-se em meio a inúmeras empresas de TI e cresceu até se tornar uma gigante no setor.

Durante os primeiros anos de existência, em vários momentos a empresa se tornou quase insustentável devido a dificuldades no fluxo de caixa. Sem esperança de crescimento, funcionários deixaram a empresa um após o outro.

Os fundadores começaram, então, a procurar maneiras de cortar custos para que a empresa continuasse a crescer. Uma forma era aumentar o capital e reduzir os salários, e a outra era vender a Tencent.

Mas, devido às circunstâncias e às limitações do desenvolvimento do setor na época, o plano não deu certo. Eles ofereceram 3 milhões de yuans (cerca de R$ 300.000) para vender a Tencent. Mas após várias rodadas de consultas a diversas empresas que eram de certa forma conhecidas naquela época, elas foram invariavelmente rejeitadas. O preço mais alto oferecido foi de 600.000 yuans, muito abaixo do que haviam pedido.

Segundo diz o ditado, “Se o Leste não brilhar, talvez o Oeste brilhe”. Sob essa perspectiva, poderiam mudar a estratégia da direção do desenvolvimento da empresa. Naquele momento, os fundadores ouviram falar de capital de risco, um termo que estava muito na moda à época. Esse modelo de investimento de alto risco e alto retorno, inventado pelos americanos, apareceu na China no início dos anos 90. Porém, o capital de risco não foi capaz de se desenvolver na China, provavelmente por causa de sua natureza não convencional ou outras incertezas.

Através de vários meios, a Tencent encontrou Wang Shu. Juntos entraram em contato com o IDG, Grupo Internacional de Dados norte-americano, ainda pouco conhecido na China, na época. O Grupo era apenas uma empresa de investimento de pequeno a médio porte nos Estados Unidos.

Após intensas negociações, todos concordaram que o futuro da Tencent era relativamente otimista: os internautas gostavam, o mercado via com bons olhos, e a empresa já tinha milhões de usuários, só não conseguia encontrar uma forma de monetizar suas plataformas. O risco do chamado investimento de capital de risco está provavelmente nesta incapacidade de determinar se o futuro é lucrativo ou não. Guiado por esta filosofia de investimento, o IDG, por fim, decidiu investir na Tencent.

Neste momento, outro investidor chamado Hong Kong PCCW, também participou do aporte na Tencent, junto com o IDG.

Em abril de 2000, sem nenhuma cerimônia, as três partes simplesmente assinaram o acordo por fax, completando, assim, o que foi de fato um evento de vida ou morte para a companhia. Com isso, a Tencent foi resgatada do fundo do poço.

No momento em que o acordo de investimento foi assinado, era o tempo em que as empresas chinesas de internet estavam em alta no mercado de ações, e a alta do índice de ações Nasdaq nos Estados Unidos também estimulava o entusiasmo de investimento de capital de risco, oferecendo a Tencent uma oportunidade de vida. Isso pode ser chamado de destino.

Apenas algumas semanas após a assinatura do acordo de investimento, ocorreu algo dramático. Sem aviso prévio, o índice NASDAQ nos Estados Unidos, que estava em alta e excitante, de repente virou para baixo, caindo 40% em apenas seis meses e evaporando US$ 8,5 trilhões em capitalização de mercado corporativo. Empresas chinesas de Internet listadas na Nasdaq, como Sina, Sohu e NetEase, cujas ações estavam sendo negociadas a apenas 1,06, 0,6 e 0,53 centavos, respectivamente, receberam até avisos de exclusão da lista.

E foi antes disso que a Tencent foi favorecida e recebeu um investimento de US$ 2,2 milhões da IDG e PCCW, escapando da crise. Se isso não tivesse acontecido, a Tencent provavelmente teria caído na crise das empresas de internet nos anos 2000. Isto é provavelmente o que se chama sorte, sorte sem nenhuma razão.

Outro evento importante foi que, em março de 2000, o Fórum Nacional de Arbitragem (NAF) emitiu uma decisão sobre o caso de arbitragem da AOL (America Online) contra a Tencent, decidindo que a empresa devolveria os nomes de domínio oicq.com e oicq.net à empresa norte-americana. Isto significava que a Tencent teria que começar com um novo nome para substituir o OICQ. A solução surgiu quando um funcionário ouviu pessoas conversando no ônibus, chamando a plataforma da empresa simplesmente de QQ. Quando voltaram à empresa e contaram sobre o ocorrido, todos sentiram que o nome soava bem e concordaram em usar QQ como o novo nome de domínio da Tencent. Em novembro de 2000, a Tencent lançou a versão 2000, e a OICQ foi oficialmente substituída pelas duas letras QQ.

Desde então, QQ tem sido familiar e cada vez mais aceita pelos usuários de internet por seu nome de domínio simples e conveniente.

 

                                                                                                                               Tian Aiguo

                                                                                                                                                                                                                                            Junho de 2021, São Paulo, Brasil